logotipo acertado trxto topo
HOME
PERFIL DO EDITOR
EDIÇÕES ANTERIORES
MIDIA KIT
FALE CONOSCO

O JAPÃO PRESENTE NO BRASIL: VERY NICE PEOPLE

Em comemoração aos 114 anos da chegada dos primeiros imigrantes japoneses em nosso país (1908-2022), o Museu Histórico da Imigração Japonesa no Brasil, instalado no bairro da Liberdade, na capital paulista, inaugura uma nova exposição de objetos inéditos do seu rico e curioso acervo, um complemento mais abrangente para retratar a história dos viajantes oriundos do Japão, desde a chegada no Brasil até os dias atuais
Por LUIZ FRANÇA
Entrada do museu, detalhe de um quimono em crepe de seda, personagem televisivo na Sala Cultura Pop e vestimenta para apresentação musical

DA LAVOURA À TECNOLOGIA

O museu funciona em três andares do prédio da Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa e de Assistência Social (Bunkyo). De uma forma didática e bastante ilustrativa, cada um dos espaços apresenta uma fase da imigração. O tour cultural começa no 7º andar, com equipamentos e maquetes que representam os primeiros grupos de imigrantes que vieram no navio Kasato Maru, para trabalhar nas lavouras. No andar superior, objetos e utensílios que mostram o período da diversificação das atividades agrícolas e os dissabores que os japoneses enfrentaram durante a Segunda Guerra Mundial, um período marcado por discriminação e perseguição social. Como depois da chuva vem a bonanza, o 9º andar é uma retrospectiva dos anos 50 até os dias atuais, com itens de diferentes épocas do Japão, de espadas a documentos históricos, uma visualização que mostra quando o Brasil passou a receber influências culturais japonesas, através de seriados na TV, Animes e Mangás (Sala Cultura Pop); a rica culinária japonesa e a alta tecnologia em segmentos dos mais diversos. No final do passeio, vale a pena visitar a loja do museu, com objetos artesanais e uma sugestiva literatura de livros, cujos títulos atrai leitores para mergulhar na peculiar cultura japonesa.

Detalhe do imenso painel pintado pelo artista plástico Togo Seiji, estilizando o trabalho na lavoura; reprodução do interior de uma cabana para mostrar como era a moradia dos imigrantes no campo; maquete do navio Brasil Maru, construído especialmente para atender os imigrantes japoneses destinados à América do Sul, e painel retrospectivo que ilustra a história do Japão

ACERVO DO MUSEU

Inaugurado em 1978, o Museu Histórico da Imigração Japonesa no Brasil é uma iniciativa dos primeiros imigrantes japoneses, preocupados em preservar, em nosso país, as tradições e a rica cultura de sua terra natal. Seu acervo conta com mais de 97 mil itens pertencentes aos imigrantes japoneses, entre objetos iconográficos – fotos, jornais, livros e revistas –, elementos visuais e sonoros – filmes, vídeos e discos –, manifestações artísticas de pinturas, utensílios domésticos e a expressão máxima do Kimono, vestimenta carro-chefe que personifica o estilo de vida do povo japonês.

Instrumentos musicais, vestimentas típicas para todas as ocasiões, Kimono que pertenceu à Maria Carmelita de Oliveira Garcez, Primeira-Dama do Estado de São Paulo de 1951 a 1955 - Confeccionado em crepe de seda, representa a paisagem do palácio da era Heian, grous bordados sobre tecido, utilizando técnicas de tingimento Yuzenzome; e vestimenta e toda indumentária de um Samurai
 
PROGRAME-SE
MUSEU HISTÓRICO DA IMIGRAÇÃO JAPONESA NO BRASIL
Rua São Joaquim, 321 – Liberdade – São Paulo – SP
Terça a domingo, das 13h às 17h
Mais informações acesse www.bunkyo.org.br/museu-historico

logoface logoinsta logoissuu
logotipo acertado
(c) VL Editorial 2021 - Todos direitos reservados.