Durante o mês do Orgulho LGBTQIA+, a revista JUST FRIENDS, publicação que celebra a diversidade e a inclusão social, sub-produto de VL - Viagem + Luxo, faz um panorama das melhores atrações na capital paulista e pelo mundo

Edição LUIZ FRANÇA


PARADA DO ORGULHO SÃO PAULO

- Vote por orgulho – por uma política que representa

A 26ª edição da Parada do Orgulho LGBTQIA+ é uma das opções para quem vai curtir o feriado de Corpus Christi na cidade de São Paulo. Após duas edições virtuais, a festa será realizada neste domingo, 19 de junho, na Avenida Paulista, com a participação de 19 trios elétricos e a expectativa de receber 3,5 milhões de pessoas. Com o tema “Vote com orgulho -- por uma política que representa”, a festa vai reunir grandes nomes da música. Luisa Sonza, Mateus Carrilho, Pabllo Vittar, Pocah, Jojo Todynho, Pepita, Lexa, Liniker, Rebecca, Aretuzza Love, Gretchen e Quebrada Queer são algumas das atrações que vão comandar os trios elétricos. A festa começa a partir das 14h.

Gay Pride São Paulo 2019. Foto: José Cordeiro

- Uma programação diversificada

Em vários bairros e durante os quatro dias do feriado prolongado de Corpus Christi, será possível participar de festivais, campeonato de futebol, feira cultural, exposições, baladas e a famosa Parada na Av. Paulista

Nos dias que antecedem a 26ª edição da Parada LGBT+, a Prefeitura de São Paulo, por meio das Secretarias de Turismo e dos Direitos Humanos e Cidadania e da São Paulo Turismo (SPTuris, empresa de eventos e turismo do município), está apoiando a realização de diversos eventos que reafirmam o respeito à diversidade. A programação começa no dia 16, das 10h às 22hs, no Largo do Arouche (Centro), com a realização da 22ª Feira Cultural da Diversidade, organizada pela Associação da Parada do Orgulho LGBT de São Paulo, que reúne livros, itens de decoração, moda, beleza e acessórios para venda, além de outras atividades. No dia seguinte, no mesmo local, a Marcha do Orgulho Trans, considerada um dos maiores eventos da América Latina que visa unir vozes representativas e ampliar a visibilidade das demandas específicas dos direitos e cidadania de transsexuais, transgêneros e travestis. No sábado, dia 18, a partir das 10hs, no Nossa Arena (Barra Funda), haverá a Taça da Diversidade 2022, campeonato de futebol que deve reunir mais de 260 jogadores.

- Diversidade ganha guias personalizados

Para apresentar a programação mais completa, incluindo os eventos e festas organizados pela iniciativa privada, a Prefeitura de São Paulo preparou dois guias: o “Acontece - Especial Parada do Orgulho LGBT”, com dicas de  festas, festivais, feiras, bares e baladas que podem garantir diversão para todos. O segundo é um roteiro temático, feito com apoio da Câmara de Comércio e Turismo LGBT do Brasil: o São Paulo LGBTQIA+, com dicas de praças, parques, centros culturais e restaurantes que recebem o público LGBTQIA+ com civilidade. “O objetivo é abraçar a diversidade, posicionar São Paulo como destino LGBT friendly e mostrar ao mundo um pouco da nossa oferta, além de promover os espaços presentes no cotidiano do paulistano LGBT”, afirma Gustavo Pires, presidente da São Paulo Turismo.



BAZAR DE BENEMERÊNCIA

- A Amazon lança campanha em prol de uma causa social

No Mês do Orgulho, a AMAZON celebra o público LGBTQIA+ através da campanha Sempre Mais Fortes (amazon.com.br/sempremaisfortes), com uma curadoria de livros, filmes e séries, produtos de beleza e de moda, playlists de músicas, além de personagens, temas e artistas LGBTQIA+, com renda revertida para a ONG Casa Rosa Cultural e Assistencial. Além de aproveitar todos os conteúdos selecionados, quem adquirir qualquer produto da curadoria estará apoiando diretamente a causa. Até o final da campanha (30 de junho), 15% do valor das vendas da página serão redirecionadas para a instituição assistencial. Criada em 2017, a Casa Rosa Cultural e Assistencial é um espaço de convivência, assistência e acolhimento de pessoas LGBTQIA+ em situação de vulnerabilidade. Eles oferecem palestras educativas, cursos de capacitação e qualificação profissional, suporte psicológico e jurídico, além da distribuição de cestas básicas. Sempre mais fortes foi idealizada por pessoas do grupo de afinidade LGBTQIA+ Glamazon, criado pela própria Amazon. O grupo é formado por voluntároas de diferentes unidades de negócio e são parte ativa na definição das estratégias de Diversidade, Equidade e Inclusão (DEI), atuando também como embaixadores dessa agenda.


MANUAL DO ORGULHO

As pesquisadoras Edayne Silva, Gabrielle Menezes e Isabela Bootz, integrantes do time de Comunicação Interna da Gráfica Printi, em parceria com a equipe de design, desenvolveram um Manual do Orgulho LGBTQIA+ com tudo o que você precisa saber sobre a data. Acesse AQUI o manual e conheça o episódio histórico que festeja o dia internacional da diversidade.


BELEZA

- Com as cores do arco-íris

Durante o Mês do Orgulho, a empresa de cosméticos Kérastase presenteia a comunidade LGBTQIAP+ com um lançamento especial, em edição limitada, do óleo capilar Elixir Ultime L'Huile Originale. O produto vem acomodado em um vidro exclusivo, pintado com as seis cores do arco-íris. O lucro total das vendas será destinado para instituições de caridade que apoiam a comunidade LGBTQIAP+. “Nos últimos anos, celebramos o Orgulho com campanhas sociais e mensagens expressando nosso apoio à comunidade LGBTQIAP+. O resultado das vendas vai para instituições de caridade que causam impacto direto na vida das pessoas da comunidade LGBTQIAP+”, comenta Rosa Carrico, presidente global da marca Kérastase.


BALADA

- Teia Pride Festival

Três festas estão programadas para acontecer no Komplexo TEMPO, espaço do empresário Klaus Pian, em uma pista para quatro mil pessoas, com animação do maior time de DJs internacionais. Confira: Na sexta-feira, dia 17, acontece a festa TOUROS, que começa às 23h e termina 10h da manhã seguinte. No sábado, também 23h, tem início a festa VENENO, que vai até 12h do domingo. Logo na sequência, precisamente a partir das 17h, o espaço será tomado pela festa TEMPOOL, a primeira edição da Pool Party que marca a estreia da piscina do Komplexo TEMPO. “Estou extremamente feliz como empresário e também como membro da comunidade gay por ter a oportunidade de criar o Teia Pride Festival e realizá-lo dentro do espaço que é a realização de um sonho antigo. A noite LGBTQIAP+ sempre teve um papel social importante na vida de quem encontra nesses lugares o acolhimento e a oportunidade de manifestar sua sexualidade e sua essência. E, agora, mais do que nunca, também temos um papel importante na cultura e na economia da cidade, e até histórico pela área que ocupamos”, destaca o entusiasta empresário.

Teia Pride Festival
Komplexo TEMPO
Rua Henry Ford, 511 – Mooca - São Paulo/SP
Os ingressos não serão vendidos com antecedência. Para reservas, acesse
TEIA PRIDE FESTIVAL | Linktree


CULTURA

- Babadó na Freguesia do Ó

Com uma iniciativa de Renata Poskus, diretora da Renata Poskus Eventos e Comunicação, no sábado, 18 de junho, das 10h às 19h, será realizada a primeira edição da Babadó - Mostra Cultural LGBTQIA+, na Casa Municipal de Cultura Salvador Ligabue, no bairro da Freguesia do Ó, na capital paulita. A iniciativa é uma realização do ProAC, da Secretaria de Cultura e Economia Criativa de São Paulo e conta com apoio da Secretaria de Cultura da Cidade de São Paulo. O objetivo da Babadó é oferecer programação cultural gratuita, informação, diversão e cidadania para a população que mora na região da Zona Norte da capital paulista, principalmente Freguesia do Ó e bairros limítrofes como Lapa, Pirituba, Brasilândia e Vila Nova Cachoeirinha, na véspera da Parada LGBTQIA+ de São Paulo.

Todas as atividades da Mostra Cultural são gratuitas e abertas ao público em geral e de todas as idades, de crianças a idosos. Entre as atividades previstas estão oficinas de artes plásticas, de dança do ventre, de ballet, de montação, maquiagem e performance de drags queens; oficina de modelos LGBTQIA+, oficina de teatro e expressão corporal para idosos. Todas as oficinas terão indicação de idade livre e serão realizadas no salão e de artes da Casa de Cultura.

À noite, no anfiteatro da Casa de Cultura, o encerramento da programação conta com dois shows de Stand Up: um com a Drag Queen Silvetty Montilla, conhecida como a RuPaul brasileira; e "Em Transe" com João Bubiz, o primeiro homem trans comediante do país.

 

 

 

 

 

Renata Montezine, na programação do Babadó - Casa de Cultura Salvador Ligabue

 


COMUNICAÇÃO

- Novo Hub #Diversifica

As plataformas Jornalistas&Cia e Portal dos Jornalistas deram mais um importante passo rumo à ampliação de conteúdos relacionados a Diversidade, Equidade e Inclusão (DEI) em suas plataformas. É o #diversifica, novo hub de conteúdo que nasce com o objetivo de conscientizar jornalistas, influenciadores digitais e gestores de Comunicação sobre a importância do tema para um jornalismo mais plural. O projeto tem coordenação editorial de Luana Ibelli, jornalista com mestrado em Televisão Digital pela Unesp, e pós-graduação em Influência Digital pela PUC-RS.


SAÚDE E BEM-ESTAR

- Envelhecimento da população LGBTQIA+ em pauta

Marketplace de móveis, a Muma inaugurou o projeto Sofá de Fala, com a participação do dr. Milton Crenitte, médico do Hospital das Clínicas (SP), especialista em estudos relacionados a gênero, envelhecimento, diversidade e sexualidade. Na ocasião, Crenitte falou sobre o envelhecimento da população LGBTQIA+. O objetivo da iniciativa é criar trocas representativas e incentivar a empatia em sentido amplo: “Desde 2018 a Muma tem seu sistema de cadastro e atendimentos preparados para pessoas LGBTQIA+. Estamos em constante processo de aprendizagem e adaptação, e essa conversa é uma parte desse processo”, revela Matheus Ximenes Pinho, CEO e curador da Muma. “Neste ano, nosso compromisso é para a adaptação das comunicações para a linguagem neutra e ampliar ainda mais a diversidade na equipe”, salienta.


HOTELARIA

- Fairmont Rio Copacabana é hotel-anfitrião da LGBT+Turismo Expo

Reconhecido pela hospitalidade inclusiva desde sua inauguração e associado da IGLTA (The International LGBTQ+ Travel Association), o Fairmont Rio de Janeiro Copacabana receberá no dia 26 de julho a primeira feira brasileira dedicada aos negócios do Turismo LGBT+. O evento acontecerá pela primeira vez na capital carioca e tem como público-alvo os agentes de viagens e operadores turísticos que buscam aperfeiçoar seu conhecimento por meio das novidades desse mercado que movimenta mais de US$218 bi no mundo. Por meio de treinamentos e apresentações de produtos e serviços direcionados à comunidade LGBT+, a LGBT+ Turismo Expo espera reunir 450 participantes na edição carioca. “O Fairmont Rio, assim como a Accor, reconhece a importância da diversidade e a inclusão para todos na sociedade, além do Turismo e hospitalidade. Ser o palco do evento é natural para nós e não poderia ser diferente apoiar e gerar diálogo na LGBT+ Turismo Expo”, afirma Michael Nagy, diretor comercial do hotel.


- Accor é a rede hoteleira oficial da Parada do Orgulho LGBTI+ de São Paulo

A Accor, rede hoteleira oficial da Parada do Orgulho LGBTI+ de São Paulo, que neste ano volta às ruas em marcha presencial na Avenida Paulista, dia 19 de junho, preparou uma série de ações neste mês, incluindo o Drink Rainbow, preparado pelo chef Roberto Rosa. Parte da renda arrecadada com as vendas do drink em hotéis do Grupo Accor espalhado por todo o Brasil, durante o final de semana da Parada de São Paulo, será destinada à Instituição Casarão Brasil*, que acolhe pessoas trans. “Muito além do Mês do Orgulho, a Accor realiza ações o ano inteiro. No entanto, este é um momento ainda mais relevante para dar voz à comunidade e fortalecer nosso posicionamento contra a LGBTfobia, inspirando outras empresas a entrarem nesta luta por mais inclusão e respeito em todas as esferas da sociedade”, diz Antonietta Varlese, vice-presidente sênior de Comunicação, Relações Institucionais e Sustentabilidade Accor América do Sul e líder LGBTI+ das iniciativas da rede no continente.

Drink Rainbow, criação do chef Roberto Rosa; e a escada personalizada do Pullman São Paulo Ibirapuera

LITERATURA

- Clássico sobre homossexualidade masculina no Brasil ganha terceira edição revista e ampliada

James Naylor Green, professor de História Moderna da América Latina e ex-diretor da Iniciativa Brasil na Brown University, EUA, presenteia o mercado literário com uma nova edição do livro Além do Carnaval: A Homossexualidade Masculina no Brasil do Século XX (Editora Unesp), em terceira edição totalmente revista e ampliada. Green é brasilianista, tendo vivido no Brasil entre 1976 e 1982, e sua trajetória esteve sempre ligada ao ativismo pelos direitos LGBTQIA+.  “Quando decidi acrescentar um capítulo inédito, para uma nova edição que levaria o conteúdo do livro ao século XXI, enfrentei um dilema. A primeira edição era uma história social e cultural da homossexualidade do final do século XIX até 1980. Entretanto, a situação dos homens que tinham relações sexuais e amorosas com outros homens mudou drasticamente nas duas últimas décadas do século XX”, salienta o autor sobre sua obra.

Além do Carnaval... de James Naylor Green

O estudo de Green se concentra na homossexualidade masculina no Rio de Janeiro e em São Paulo ao longo do século XX: no primeiro capítulo, investiga os “prazeres nos parques do Rio de Janeiro na belle époque brasileira”, de 1898-1914; no segundo, o sexo e a vida noturna de 1920 a 1945; na sequência, no terceiro, explora elementos de “controle e cura: reações médico-legais”; já no quarto, examina novas palavras, novos espaços e novas identidades de 1945 a 1968; no quinto, trafega pela “apropriação homossexual do carnaval carioca”; no sexto, trata dos movimentos contrários à repressão, com “mais amor e mais tesão”, de 1969 a 1980; o sétimo e último, inédito na nova edição, atualiza e amplia as análises anteriores, cobrindo, justamente, as últimas décadas do século XX, pródigas em lutas, conquistas, mas ainda repletas de desafios.

Além do Carnaval: A Homossexualidade Masculina no Brasil do Século XX
Autor James N. Green (Tradução Cristina Fino e Cássio Arantes Leite)

Onde comprar: www.livrariaunesp.com.br


TURISMO

- Viaje com Orgulho

O KAYAK e a marca ALL lançaram, juntos, o guia Experiências KAYAK - Viaje com Orgulho, que inclui informações sobre as principais paradas LGBTI+ do mundo. Fazem parte da lista os destinos São Paulo, Cidade do México, Buenos Aires, Nova York, São Francisco e Madri. É possível pesquisar também opções de passagens aéreas, aluguel de carros, hospedagens, além de roteiros, que mostram as vantagens e infinitas opções oferecidas pelo KAYAK e pelo ALL. Confira todas as dicas no site https://www.kayak.com.br/c/orgulho-2022/


INTERNACIONAL

- Nove eventos para comemorar o mês do Orgulho LGBTQ+ na terra do Tio Sam

De Stonewall em Nova York ao desfile de arco-íris de Los Angeles, o Dia do Orgulho LGBTQ+ nos Estados Unidos é repleto de festas e protestos pelos direitos e liberdades das pessoas LGBTQ+ em todo o mundo. Mostrando as festividades deste mês, confira o que o Visit The USA (https://www.visittheusa.co.uk/) separou de festividades em nove cidades norte-americanas... 

1) LA PRIDE - Los Angeles, Califórnia - 10-12 de junho
LA Pride é um evento de três dias que acontece em West Hollywood, o coração da cultura LGBTQ+ do sul da Califórnia. O festival conta com apresentações musicais, festas, exposições e um desfile com as cores do arco-íris. Enquanto estiver em Los Angeles, você encontrará museus LGBTQ+, como June L. Mazer Lesbian Archives e ONE Archives Gallery and Museum, que abrigam um acervo da história LGBTQ+. À noite, passeie pelo Santa Monica Boulevard, um trecho de bares e clubes com arco-íris, incluindo o The Abbey -- um bar gay fundado em 1971, popular por seus martínis e celebridades.

2) TRI-STATE BLACK PRIDE - Memphis, Tennessee - 16-19 de junho
O Tri-State Black Pride mostra a comunidade LGBTQ+ de Memphis e Midsouth e seus aliados durante uma celebração de quatro dias. As festividades incluem sessões educacionais, workshops e bate-papos com autores, seguidos por um fim de semana de festas ininterruptas, com um brunch de drag queens, shows de comédia e um festival de música no Overton Park Shell, em Midtown. Enquanto estiver em Memphis, confira também a boate Atomic Rose e o simpático Dru's Bar em Midtown. No coração do bairro de Crosstown, o Pumping Station é um centro de apresentações local e outro favorito da comunidade LGBTQ+.

3) CHICAGO PRIDE FEST - Chicago, Illinois - 18-19 de junho
Chicago dá uma grande festa todo mês de junho, e todos estão convidados. O evento central do festival de dois dias ao longo da rua Halsted é um desfile de 6.4 km, com bandas marciais e artistas em cima de carros alegóricos. Enquanto estiver na rua Halsted, fique atento ao Legacy Walk, no qual 35 torres de arco-íris de sete metros de altura homenageiam os legados de figuras importantes da comunidade LGBTQ+. Além do desfile, feiras de rua, shows, shows de drag queens, peças de teatro e festas animam a cidade, especialmente os dois bairros LGBTQ+ de Chicago: Boystown em East Lakeview e Girlstown em Andersonville. Duas escolhas imperdíveis incluem a livraria independente LGBTQ+, Women & Children First, e o ponto de encontro de drag queens, Kit Kat Lounge & Supper Club.

4) TWIN CITIES PRIDE - Minneapolis, Minnesota - 24-25 de junho

Além de ser um evento popular que atrai multidões de quase 400.000 pessoas, Minnesota também possui 10.000 lagos brilhantes com beleza natural. As comemorações do Orgulho LGBTQ+ duram uma semana inteira, com um piquenique em família no Parque Como -- um parque à beira-mar em St. Paul --, seguido por um desfile no fim de semana seguinte ao redor do Parque Loring de Minneapolis. Há muitos locais animados para experimentar a cena LGBTQ+ em uma semana, especialmente o 19 Bar -- um bar discreto que atende a comunidade gay local há mais de 60 anos -- e o The Saloon para um ambiente mais animado como opção de discoteca.

5) CHARLESTON PRIDE - Charleston, Carolina do Sul - 25 de junho
Charleston tem todo o charme do Sul, como a arquitetura colorida e as praças sombreadas de carvalhos, além de praias tranquilas, o que a torna uma ótima escolha para um dia de festividades do Orgulho LGBTQ+. Vá para Folly Beach para dias de surf e sol, ou caminhe no Cape Romain National Wildlife Refuge, um deserto quase intocado com cerca de 300 espécies de pássaros. De uma volta na cidade, saboreie a comida caseira do Sul e reserve um tempo para passear pelas lojas e bares ao longo da rua King. Esta via é o coração da cidade e a rota do desfile do festival do Orgulho LGBTQ+.

6) DENVER PRIDEFEST - Denver, Colorado - 25 - 26 de junho
O Denver Pride é o maior evento LGBTQ+ na região das montanhas rochosas, que apresenta um festival de fim de semana de dois dias, no qual se inicia com uma corrida de 5 km. O Civic Center Park ganha vida com mais de 250 expositores, 30 vendedores de comida e apresentações ao vivo durante todo o fim de semana. A Parada do Orgulho LGBTQ+ começa às 9h30 com carros alegóricos coloridos, marchas e música, onde mais de 100.000 moradores e viajantes aplaudem 14 quarteirões da Avenida Colfax, do Parque Cheesman ao Civic Center. A line-up repleta de estrelas deste ano inclui a cantora pop australiana Betty Who, Silky Nutmeg Ganache de RuPaul’s Drag Race e o rapper Yvie Oddly.

7) SEATTLE GAY PRIDE - Seattle, Washington - 25-26 de junho
O Seattle Pride é um dos mais antigos do gênero no país, acontecendo a cada verão desde 1974. O bairro de Capitol Hill é o epicentro LGBTQ+ da cidade, com faixas de pedestres pintadas com arco-íris e entre outros detalhes. Além de Capitol Hill, há estabelecimentos LGBTQ+ em quase todos os lugares da cidade, incluindo Seattle Eagle -- um bar de couro e torção conhecido por suas festas temáticas atrevidas --, The Wildrose Bar -- o bar mais antigo de Seattle operado por mulheres --, e o bar gay local e descontraído de C. C. Attle. que serve comida de pub.

8) NYC PRIDE - Cidade de Nova Iorque, Nova Iorque - 26 de junho
No dia 26 de junho, o Orgulho LGBTQ+ se espalha por toda a cidade de Nova Iorque, que realmente nunca dorme nesta ocasião. O desfile anual percorre o bairro histórico de Greenwich Village, onde os motins de Stonewall ocorreram pela primeira vez em 1969 e deram início ao movimento global pelos direitos dos homossexuais. Após o desfile, bares e clubes organizam festas em Manhattan, muitas das quais não exigem ingressos ou planejamento antecipado. Se você não quiser sair de madrugada, dê um passeio pelas ruas do Village e aventure-se em alguns locais LGBTQ+: bares de piano como Marie's Crisis and the Duplex, danceterias e baladas drag queen como The Monster and Pieces, tavernas vintage como Julius e bares lésbicos Henrietta Hudson e Cubby Hole.

9) AUSTIN PRIDE - Austin, Texas - 11-13 de agosto

Austin dedica uma semana inteira ao Orgulho LGBTQ+ um pouco mais tarde no ano, com desfiles, festivais e shows. Se você for na cidade neste período, não deixe de ir no Continental Club, o centro de música ao vivo da marca registrada de Austin, ou o The White Horse, se você preferir dançar. O desfile noturno de Austin começa no centro da cidade, no Capitólio do Estado, e segue da Avenida Congress até o Distrito de Warehouse. Fora da rota do desfile, há muito mais para experimentar: o bairro de South Congress está repleto de restaurantes, lojas e locais com música ao vivo, como o empório de fantasias e vintage Lucy in Disguise with Diamonds e o Oilcan Harry's, o bar LGBTQ+ mais antigo de Austin.


INTERCÂMBIO CULTURAL

- Para quem pretende estudar fora do país, confira cinco países LGBTQIA+ friendly para realizar seu intercâmbio, segundo o site Spartacus International Gay Guide

CANADÁ: Segundo o ranking de 2020, criado pelo Spartacus International Gay Guide que, anualmente, lista os países mais receptivos aos LGBT+, o Canadá foi o número um, contendo leis antidiscriminação, legalização de união conjugal, permissão para adoção, reconhecimento dos direitos trans, marketing LGBT -- além de não ter, no geral, nenhum dos aspectos negativos, como restrições de viagens aos soropositivos, influência religiosa, intolerância e outros;
 
NOVA ZELÂNDIA: O país proíbe chamadas mediddas terapêuticas de conversão sexual. A nova lei criminaliza procedimentos que buscam alterar a orientação sexual, expressão ou identidade de membros da comunidade. Além disso, homossexuais ocupam 9% dos 120 assentos do parlamento, de acordo com o site americano Advocate

ESPANHA: A lei local espanhola proíbe a discriminação baseada em raça, gênero, incapacidade ou posição social e o governo geralmente cumpre. O país permite o casamento gay e a adoção conjunta, fazendo com que a Espanha um dos principais países do continente que mais respeitam os direitos humanos LGBT+;

MALTA: O país é considerado o mais LGBT+ friendly na Europa, segundo uma lista divulgada pela Associação Internacional de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Transexuais e Intersexuais (Ilga). O país também aprovou a lei do casamento homoafetivo, além de legislações de combate a LGBTfobia, punindo com prisão os médicos e profissionais de saúde que submetem pacientes a terapias de cura gay;

REINO UNIDO: O país possui uma lei que encoraja juízes a dar uma sentença mais pesada em casos de agressão em que a orientação sexual da vítima é motivada. Além do mais, a polícia treina oficiais para identificarem esses ataques, segundo um levantamento sobre direitos humanos realizado pelo Departamento de Estado dos Estados Unidos, em 2011.

Confira a lista completa do Ranking/2021 acessando https://spartacus.gayguide.travel/gaytravelindex.pdf


2022 - Todos os direitos reservados VL - Viagem + Luxo